Cirurgia plástica e câncer de mama

Cirurgia plástica e câncer de mama

O câncer de mama é um assunto bastante delicado sobre a saúde da mulher. Além de ser o tipo de câncer mais comum em mulheres, ele lida com uma das características mais importantes da feminilidade: os seios. Apesar da dificuldade em conviver com um diagnóstico destes, a sobrevida e recuperação de pacientes com esta doença é considerada relativamente boa, já que cerca de 65% dos casos tem sucesso na retirada total do tumor. Uma das técnicas de tratamento da doença é a cirurgia para retirada total das mamas, que podem ser reconstruídas através de técnicas de cirurgia plástica. Quer entender um pouco mais sobre este assunto? Então continue acompanhando o nosso artigo!

Qual a importância da reconstrução mamária?

Entendemos que, no momento do diagnóstico, a última coisa que passa pela cabeça da paciente é passar por algum tipo de cirurgia plástica por questões estéticas (e é perfeitamente normal dar mais atenção à sua saúde que a outras questões). Mas queremos discutir aqui o valor da reconstrução mamária na recuperação psicológica da mulher.

O câncer de mama não é uma doença dolorosa porque ela é um câncer, esta doença dói mais na mulher por causa de suas consequências na autoestima e na vaidade das pacientes após a retirada de uma ou ambas as mamas. E é ai que entra a importância de se cogitar uma cirurgia de reconstrução mamária. Esta é a maneira que a medicina encontrou para dar mais conforto e alegria a estas mulheres que batalham com este tipo de câncer.

Quais as técnicas de mamoplastia?

O tipo de cirurgia que será feita na mulher depende muito do estágio em que a doença foi diagnosticada, já que isto influenciaria no tamanho da mamoplastia (se ela será total ou parcial). De qualquer maneira, podemos encontrar três tipos de cirurgias reconstrutoras:

Transverse Rectus Abdominus Myocutaneous (TRAM)

Uma técnica que usa parte do tecido do abdome como um enxerto, transferindo-o para o local da mama para realizar a reconstrução e mantendo irrigação sanguínea neste local.

Prótese expansora

Neste tipo de cirurgia é aplicada uma prótese expansora vazia, como se fosse uma bexiga de festa, que vai sendo preenchida gradualmente com soro fisiológico, para que estimule o crescimento da pele natural da mama que foi retirada. Este preenchimento é realizado semanalmente até que seja possível trocar esta prótese expansora por uma versão de silicone. Todo o processo pode durar até três meses.

Enxerto pela região das costas

Esta técnica utiliza um tecido das costas e uma parte da musculatura grande dorsal, bem na altura da marca do sutiã, que é transferida para a região da mama que será reconstruída. Logo abaixo do músculo será colocada a prótese de silicone e a pele ajuda a compensar o tecido perdido durante a mastectomia.

Todas as três técnicas acima são consideradas para mastectomias totais, e, se realizadas com um cirurgião de sua confiança, deixarão poucas marcas do procedimento. No caso das retiradas parciais de mama, a cirurgia é ainda mais simples, já que a recuperação do tecido pode ser feita como uma restauração estética comum, deixando poucas marcas.

Existe um momento certo para realizar a cirurgia?

A recomendação médica é que a reconstrução mamária seja feita, preferencialmente, logo após a retirada da mama, para que se aproveite o momento da cirurgia para fazer mais procedimentos e facilitar a recuperação. Isto, todavia, não é considerado uma regra, já que muitas mulheres não conseguem nem cogitar a hipótese de colocar uma prótese quando estão passando por um momento tão delicado quanto o tratamento de um câncer de mama. Por isto a cirurgia pode ser feita, sem problemas, algum tempo depois quando a paciente se sentir mais confortável.

A mamoplastia pode ser realizada durante a quimio ou radioterapia?

Não. Durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia a paciente não pode passar por nenhum tipo de procedimento invasivo ou cirúrgico. O recomendado é que a cirurgia seja realizada em um prazo de três meses após o encerramento destes tratamentos.

O silicone aumenta os ricos de recidiva do câncer?

Não. O silicone é feito de um material estéril e totalmente compatível com o organismo humano, sem grandes chances de rejeição. Não existe relação entre o uso da prótese e o aumento do risco de desenvolver câncer de mama. O silicone também não vai atrapalhar exames clínicos como a mamografia e o ultrassom de mamas.

Como prevenir a retirada total das mamas?

A melhor maneira de reduzir as chances de uma retirada invasiva das mamas é detectar a doença ainda em seu estágio inicial, por este motivo realize sempre o autoexame mensal, para lhe ajudar a detectar algum nódulo suspeito. Não se esqueça também de realizar suas mamografias anuais a partir dos 50 anos de idade.

Em um tratamento tão delicado quanto o do câncer de mama é preciso estar lado a lado com um profissional que entenda seus medos, suas necessidades e que te dê apoio e segurança. Por isto não hesite em escolher o melhor médico e tire com ele todas as suas dúvidas em relação ao tratamento e a possível cirurgia de mamas. Além disso, nunca se esqueça de que vencer esta batalha só torna você ainda mais mulher do que já é.

Você já passou por alguma experiência que queira compartilhar conosco? Ou ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

Comentários

Fiz exame e deram nódulos benignos,posso fazer uma cirurgia preventiva como fez a atriz Angelina Joule?

Boa tarde! Envie seu telefone para o nosso email comunicacao@felipevillaca.com.br

Envie seu contato para comunicacao@felipevillaca.com.br

Adicione um comentário

*POR FAVOR, PREENCHA OS CAMPOS CORRETAMENTE.

Posts relacionados

Por que não informamos preços dos procedimentos por telefone ou pelas redes sociais?
É importante ressaltar que o fato de não informarmos valores pela internet se dão, em primeiro lugar, por questões éticas. Isso porque, o Conselho Federal de Medicina proíbe a divulgação...
Mitos e Verdades da Cirurgia Plástica
Listamos alguns mitos e verdades sobre a cirurgia plástica. Confira! O inverno é a melhor época do ano para fazer uma cirurgia plástica VERDADE. A procura por cirurgias plásticas aumenta...
Saiba tudo sobre lipoaspiração masculina!
Assim como nas mulheres, a lipoaspiração pode ser realizada em homens e tem como objetivo eliminar gorduras localizadas. Ou seja, aquelas difíceis de sumirem. De acordo com a SBCP, a...