Descubra os cuidados para a cirurgia de ginecomastia masculina

4 minutos para ler

A ginecomastia masculina é uma alteração representada pelo aumento das mamas, que pode ocorrer por vários motivos, como obesidade, excesso de tecido glandular mamário, doenças do fígado, oscilações na tireoide, entre outros.

As glândulas mamárias são localizadas em uma região que só deveria ter uma fina camada de gordura. Assim, essa alteração — que pode ser unilateral, quando é encontrada em apenas uma mama, ou bilateral, se identificada nas duas — pode prejudicar bastante a autoestima do indivíduo.

Esse tipo de situação pode desaparecer de forma espontânea na puberdade. Entretanto, caso isso não aconteça, pode ser corrigida por meio de tratamentos ou procedimentos cirúrgicos, opção que vamos explicar melhor a seguir.

Confira!

Como funciona a cirurgia para ginecomastia masculina?

Para que a cirurgia seja feita, os adolescentes no período de puberdade precisam esperar, no mínimo, seus 18 anos, com a finalidade de garantir que não tenha que passar por outra cirurgia no futuro. Além disso, é preciso consultar um endocrinologista, para tratar as causas do aumento das mamas. Quando ele é provocado por distúrbios hormonais, é preciso retirar a glândula mamária completa, caso contrário, pode voltar a se desenvolver.

É importante deixar claro que todos os procedimentos cirúrgicos invasivos precisam ser executados em uma instituição de saúde confiável, com profissionais especialistas, anestesia local e sedação. O procedimento de repouso vai variar de acordo com as condições clínicas gerais do paciente, mas não costuma demorar muito, sendo possível que ele retorne às suas atividades cotidianas dentro de poucas semanas.

Apesar de não ser um procedimento com tanta complexidade, assim como qualquer prática invasiva, tem seus riscos, como surgimento de hematomas, infecção, abertura da incisão, entre outros. Por esse motivo, os cuidados pré e pós-operatório são tão importantes.

Como é o pré e o pós-operatório da cirurgia?

Para evitar problemas e garantir os bons resultados da cirurgia, é preciso entender os principais cuidados pré e pós-cirúrgico.

Cuidados pré-cirúrgico

Antes de tudo, é preciso fazer uma bateria de exames, com a finalidade de identificar a presença de infecções, alterações na coagulação do sangue, contagem de plaquetas, doenças preexistentes etc., geralmente, uma ultrassonografia das mamas também é requerida. Anterior ao procedimento cirúrgico, é necessário fazer um jejum de, no mínimo, 8 horas e evitar a ingestão de medicamentos que influenciem na coagulação. Também, deve ser feita a retirada dos pelos da região das axilas e tórax.

Cuidados pós-cirúrgico

Por ser um procedimento menos complexo, o paciente pode receber alta algumas horas após o término da cirurgia. O uso de dreno é essencial nos primeiros dias. O colete de compressão indicado pelo médico também deve ser usado por um tempo determinado, que só deve ser retirado em situações específicas (no momento de tomar banho, por exemplo).

A prática de atividade física fica restrita até a retida do colete, devendo ser liberada pelo médico responsável. Em relação à alimentação, a dieta deve ser balanceada e regrada, e hábitos como ingestão de bebidas alcoólicas e tabagismo devem ser deixados de lado. A ingestão de remédios para dor, infecções e cicatrização deve ser prescrita pelo médico, já que a automedicação deve ser evitada em qualquer procedimento.

Agora que você entende um pouco mais da cirurgia de ginecomastia masculina, é importante ter em mente a importância de contar com uma clínica de qualidade, como a FVG Cirurgia Plástica, com experiência no mercado e constituída por profissionais especialistas, com foco em proporcionar o melhor aos seus pacientes, por meio de um atendimento com excelência.

Quer conhecer um pouco mais sobre a FVG Cirurgia Plástica, sua equipe e procedimentos oferecidos? Então, entre em contato agora mesmo e marque uma consulta!

Posts relacionados

Deixe um comentário