Confira as 6 melhores práticas de marketing médico

4 minutos para ler

Entre as principais medidas implementadas como forma de ganhar notoriedade entre o público da área da saúde, virar referência, atrair e conquistar clientes e se destacar no mercado está o marketing médico, que se trata de um conjunto de estratégias que buscam a divulgação da atividade relacionada aos médicos, dentistas, entre outros ramos.

Apensar das restrições impostas pela lei, existem ações que podem ser implementadas com exatidão, o que evita problemas e contribui para o sucesso do negócio. Quer saber quais são essas práticas? Então, continue a sua leitura e conheça as principais!

1. Conheça o público-alvo

Para uma segmentação mais adequada, é importante entender o público-alvo antes de aplicar o marketing médico. Nesse caso, é necessário estar atento quanto às pessoas que são atendidas nas clínicas, consultórios e demais instituições, e fazer uma avaliação da idade, gênero, localização, comportamentos, entre outros.

Com essa medida, as ações aplicadas serão destinadas a impactar essas pessoas, o que leva ao alcance de melhores resultados.

2. Estabeleça os objetivos da estratégia

Ao ter objetivos bem definidos, fica mais fácil elaborar as melhores práticas a serem seguidas. Isso ocorre pelo fato de que, ao entender onde se pretende chegar, torna-se mais simples estipular o caminho mais adequado e os conteúdos a serem abordados para alcançar esses propósitos.

Entre os principais objetivos podem estar o de se tornar autoridade em um tema específico, fidelizar mais clientes, entre outros.

3. Crie conteúdos relevantes

É importante utilizar as ferramentas de marketing médico — por exemplo, blog, site, redes sociais e demais— para produzir conteúdo relevante, educativo e de orientação sobre saúde para o público. O adequado é informar o nome, especialidade, inscrição no conselho (CRM) e demais dados que considerar ser importante sobre o responsável pela elaboração do material, gerando qualidade e veracidade das informações apresentadas.

4. Seja referência no assunto

Quando o profissional mantém um relacionamento mais próximo com o público, fica mais fácil conquistar a confiança de clientes em potencial, já que se sentirão mais próximos e seguros.

Nesse caso, é possível utilizar também as redes sociais, site da clínica e demais canais digitais para publicar dicas de saúde, orientações, entre outros conteúdos para se manter conectado com o público que está procurando por essas informações e esclarecer suas dúvidas.

5. Aposte nas redes sociais

Apesar de a legislação impor determinadas restrições em relação ao marketing médico, é possível utilizar as redes sociais para promover os serviços oferecidos.

Publicações a respeito de novidades, atualizações, cursos, tendências de procedimentos e demais podem ser bastante atrativas para quem acompanha a página. Além disso, esse tipo de postagem proporciona autoridade para quem está sempre em busca de novos conhecimentos.

6. Utilize o e-mail marketing

O e-mail marketing tem a finalidade de levar informações importantes e personalizadas para os clientes da clínica, como pré e pós consulta, apresentar novidades, lembrar a respeito da necessidade de fazer exames de rotina, entre outras orientações gerais.

Isso também colabora para o relacionamento entre profissional e paciente, o que leva à satisfação e fidelização do público, que não vai pensar duas vezes em indicar os serviços oferecidos para pessoas próximas.

Agora que você entende como aplicar o marketing médico da melhor forma e seus benefícios, antes de criar a melhor estratégia, é preciso estar atento sobre as normas estabelecidas pelo CFM, evitando erros que podem gerar prejuízos para a instituição.

Este conteúdo foi relevante para você? Então, deixe seu comentário aqui e compartilhe com a gente a sua opinião e experiência sobre o tema!

Posts relacionados

Deixe um comentário