Ginecomastia

Ginecomastia

Ginecomastia é o crescimento das mamas masculinas por alteração hormonal ou acúmulo de gordura. Ocorre nas fases de desenvolvimento hormonal como infância, adolescência ou velhice e, na maioria dos casos não são associadas a uma doença, embora haja necessidade de avaliação.

A ginecomastia pode surgir, também, como decorrência da prática de atividades físicas ou do emagrecimento em caso de ex-obesos, por excesso de pele na região mamária.

Quando persiste a alteração de volume das mamas masculinas, o problema pode ser corrigido com procedimento cirúrgico relativamente simples e com bons resultados estéticos. É possível a adoção da lipoaspiração como procedimento coadjuvante ao tratamento.

Na cirurgia de ginecomastia é feito um corte pequeno na parte inferior do mamilo cuja cicatriz fica quase imperceptível com o passar do tempo. A anestesia utilizada pode ser local, com sedação, ou geral, de acordo com a indicação e, geralmente, o paciente recebe alta no mesmo dia, não necessitando de internação.

AVALIAÇÃO PRÉ-OPERATÓRIA

Todos os dados relativos à sua saúde serão questionados, incluindo doenças prévias ou em tratamento, uso de medicamentos, tabagismo, alergias medicamentosas, alimentares ou diversas, cirurgias prévias.Serão solicitados alguns exames de rotina e também uma avaliação clínico-cardiológica (risco cirúrgico).

RECOMENDAÇÕES PRÉ CIRURGICAS

  • não usar, 2 semanas antes, medicamentos à base de AAS, anticoagulantes, corticóides de uso prolongado ou medicamentos para emagrecer;
  • Abstinência do fumo por 30 dias antes da operação;
  • Jejum de 8 horas antes da cirurgia;
  • comunicar ao seu médico qualquer anormalidade
  • tomar banho completo e chegar a clínica 1 hora antes da cirurgia com acompanhante.

AVALIAÇÃO PRÉ-OPERATÓRIA

Todos os dados relativos à sua saúde serão questionados, incluindo doenças prévias ou em tratamento, uso de medicamentos, tabagismo, alergias medicamentosas, alimentares ou diversas, cirurgias prévias.

Serão solicitados alguns exames de rotina e também uma avaliação clínico-cardiológica (risco cirúrgico).

RECOMENDAÇÕES PRÉ CIRURGICAS

  • não usar, 2 semanas antes, medicamentos à base de AAS, anticoagulantes, corticóides de uso prolongado ou medicamentos para emagrecer;
  • Abstinência do fumo por 30 dias antes da operação;
  • Jejum de 8 horas antes da cirurgia;
  • comunicar ao seu médico qualquer anormalidade
  • tomar banho completo e chegar a clínica 1 hora antes da cirurgia com acompanhante.

  • É indicado manter repouso relativo nos quatro primeiros dias após a cirurgia.
  • Evite movimentar bruscamente os braços.
  • É indicado o uso de malha elástica que não deve ser retirada por período indicado pelo cirurgião.
  • Somente utilize os medicamentos indicados pelo cirurgião.
  • É permitido dirigir após 15 dias da cirurgia.
  • A exposição ao sol pode ser feita após 30 dias gradativamente e com uso de protetor solar.
  • Os exercícios físicos moderados podem ser iniciados após 30 dias.
  • Esportes como natação, vôlei e musculação são liberados após 30 dias

Resultados definitivos somente devem ser considerados após 12 meses da cirurgia. As cirurgias de retoques (revisão), quando necessárias, serão aconselhadas pelo cirurgião, devendo-se respeitar o tempo necessário para a adequação dos tecidos e acomodação das cicatrizes. Os retoques não significam incapacidade técnica mas sim uma revisão cirúrgica para se alcançar resultados ainda melhores. Os custos destes possíveis retoques serão cobrados somente em relação às despesas hospitalares e de anestesista. Não serão cobrados honorários da equipe cirúrgica desde que estes retoques sejam realizados no período de 12 meses, quando sugerido pelo cirurgião.

O código de normas e condutas do cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica proíbe a exibição de fotos de pré e pós-operatório, mesmo que haja autorização do paciente. Proíbe ainda o uso de fotos de partes do corpo. A divulgação de preços e condições de pagamento em  meios de comunicação, como jornal e TV é vedada.