Prótese de mama

Prótese de mama

A mamoplastia de aumento ou cirurgia de prótese de mama é um procedimento cirúrgico no qual utilizam-se implantes para proporcionar seios maiores a mulheres que acham suas mamas  pequenas demais ou para quem quer recuperar o volume dos seios após perda de peso ou gravidez.

A mamoplastia de aumento pode melhorar sua  aparência e sua autoconfiança. Antes de decidir realizar o procedimento cirúrgico, pense cuidadosamente sobre suas expectativas, e sinta-se a vontade para discuti-las com seu médico durante a consulta.

O aumento de mama:

  • Melhora o equilíbrio de seu corpo
  • Melhora a sua autoestima e autoconfiança.

As mastoplastias estéticas podem ser realizadas a partir do completo desenvolvimento das mamas. Assim, a partir dos 16 anos já é possível operar as adolescentes com desenvolvimento completo das mamas, atendendo suas necessidades estéticas.

Ao considerarmos o período de lactação, recomendamos aguardar pelo menos 6 meses após interrompê-lo para programar sua cirurgia.

O material empregado na fabricação das próteses mamárias geralmente é o Silicone, um tipo de polímero sintético, biocompatível. Ele é um produto inerte e com alta segurança já que, devido à sua consistência coesiva, caso haja uma ruptura traumática da prótese, o gel de silicone não dispersa, impregnando os tecidos.

Tanto a redução quanto o aumento das mamas preservam todas as suas funções. Lactação e sensibilidade são mantidas desde que estas condições já existam antes da cirurgia. Logo após a operação pode haver uma diminuição da sensibilidade que aos poucos irá retornando ao normal. Obviamente que nos casos de grandes reduções mamárias, estas funções podem ser comprometidas.

Na primeira consulta, a cliente avalia, juntamente com o cirurgião, os diversos volumes de próteses mamárias, adequando seu desejo às possibilidades técnicas e ao conjunto estético corporal. Serão apresentadas à cliente as próteses mamárias similares às que serão usadas. Consideramos que a opinião do cirurgião é extremamente importante na determinação do tamanho das próteses pela sua vivência mas, avaliando todos estes aspectos, a escolha deve ser sempre da paciente.

As cicatrizes das mastoplastias de aumento dependerão do tipo e formato das mamas e do que se deseja com a cirurgia. Elas poderão ser posicionadas no sulco infra mamário ou na transição da pele da aréola com o restante da mama, em forma semicircular.

AVALIAÇÃO PRÉ-OPERATÓRIA

Todos os dados relativos à sua saúde serão questionados, incluindo doenças prévias ou em tratamento, uso de medicamentos, tabagismo, alergias medicamentosas, alimentares ou diversas, cirurgias prévias, história familiar para câncer de mama, condições de controle das mamas com o especialista etc.

Serão solicitados alguns exames de rotina e também uma avaliação clínico-cardiológica (risco cirúrgico).

RECOMENDAÇÕES PRÉ CIRURGICAS

  • não usar, 2 semanas antes, medicamentos à base de AAS, anticoagulantes, corticóides de uso prolongado ou medicamentos para emagrecer;
  • Abstinência do fumo por 30 dias antes da operação;
  • Jejum de 8 horas antes da cirurgia;
  • comunicar ao seu médico qualquer anormalidade
  • tomar banho completo e chegar a clínica 1 hora antes da cirurgia com acompanhante.

A cirurgia é realizada na clínica  e a paciente, geralmente tem alta no mesmo dia.

O ato dura cerca de 2 horas e, em geral, é realizado sob anestesia local com sedação. Pode ser usada outro tipo de anestesia, dependendo da avaliação do caso pela equipe cirúrgico-anestésica.

Tecnicamente, as próteses podem se colocadas retro glandular ou retro muscular, com indicações específicas para cada caso.

Normalmente esta cirurgia não apresenta um pós-operatório doloroso. Somente use medicamentos recomendados pelo seu médico, seguindo todas as orientações dadas pela equipe cirúrgica.

Recomendações necessárias a uma boa recuperação:

* Repouso de atividades;

* Deitar com o tronco elevado por almofadas e travesseiros. Não deitar de lado ou de bruços até que seja autorizado pelo seu cirurgião;

* Banhos ou trocas do soutien somente com a autorização da equipe cirúrgica, geralmente no 1º dia;

* Não trocar ou manipular os curativos, mesmo que haja um pequeno sangramento (que é normal e não deve assustá-la). Todas as trocas de curativos deverão ser feitas pela equipe cirúrgica ou orientadas por ela;

* Movimentação dos membros inferiores e pequenas caminhadas são muito importantes para a prevenção de tromboses e embolias;

*OBSERVAÇÃO: Sangramentos copiosos ou variações volumétricas exageradas (aumento da mama) (na maioria das vezes unilateral) e de acontecimento súbito, acompanhados de dor, devem ser imediatamente comunicados ao seu médico.

* O soutien deverá ser usado por um período mínimo de 30 dias, durante todo o dia, inclusive para dormir;

* Não dirigir por um período mínimo de 2 semanas;

* Não carregar peso por no mínimo 4 semanas;

* Não fazer movimentos amplos e bruscos com os braços por cerca de 15 dias;

* Após 30 dias poderá retornar a suas atividades físicas habituais como ginástica e natação;

* Exposição ao sol somente após 30 dias.

A troca das próteses mamárias, hoje em dia, somente é recomendada nos casos de ruptura, deformidades morfológicas, encapsulamento severo, infecção ou desenvolvimento de doenças mamárias incompatíveis com a permanência deste corpo estranho no organismo. O controle mamográfico e cirúrgico rigorosos irá detectar estas alterações, indicando a troca.

Não há necessidade de troca a cada 10 anos.

Resultados definitivos somente devem ser considerados após 12 meses da cirurgia. As cirurgias de retoques (revisão), quando necessárias, serão aconselhadas pelo cirurgião, devendo-se respeitar o tempo necessário para a adequação dos tecidos e acomodação das cicatrizes. Os retoques não significam incapacidade técnica mas sim uma revisão cirúrgica para se alcançar resultados ainda melhores. Os custos destes possíveis retoques serão cobrados somente em relação às despesas hospitalares e de anestesista. Não serão cobrados honorários da equipe cirúrgica desde que estes retoques sejam realizados no período de 12 meses, quando sugerido pelo cirurgião.

O código de normas e condutas do cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica proíbe a exibição de fotos de pré e pós-operatório, mesmo que haja autorização do paciente. Proíbe ainda o uso de fotos de partes do corpo. A divulgação de preços e condições de pagamento em meios de comunicação, como jornal e TV é vedada.