É possível acontecer o rompimento da prótese de silicone?

3 minutos para ler

O rompimento da prótese de silicone é possível? Essa é uma dúvida frequente entre as pacientes, tendo em vista que esse é um dos procedimentos mais realizados em todo o mundo. A boa notícia é que as chances de isso acontecer são muito baixas, isso se deve ao avanço da tecnologia e os materiais usados, que estão cada vez mais modernos, resistentes e duráveis, trazendo mais tranquilidade e segurança.

A questão é que imprevistos podem acontecer, e é necessário saber como proceder nesse momento. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para esclarecer as principais dúvidas. Confira!

O que pode contribuir para o rompimento da prótese de silicone?

Existem algumas causas que podem contribuir para isso, por exemplo:

  • impactos provocados por acidentes de carro, seja pela pressão do cinto de segurança ou choque com o airbag;
  • quedas ou práticas de esporte que podem impactar a região do tórax, como lutas.

Como identificar se houve rompimento da prótese?

É possível notar alteração na consistência da mama, que pode ficar muito mole ou muito dura, geralmente de um lado só. Outro sinal é a deformidade da mama do lado acometido. Ao identificar esses sinais, o ideal é procurar um médico.

A maioria das pacientes não apresenta sintomas quando a prótese de silicone é danificada e só é possível identificar o rompimento por meio de exames de imagem, como ultrassonografia e ressonância magnética das mamas. Por isso, é fundamental que a paciente faça acompanhamento médico com o cirurgião plástico a cada dois anos.

O que fazer nos casos de rompimento da prótese de silicone?

A primeira coisa é: não se preocupe. Atualmente, as próteses são preenchidas com gel de alta coesividade, isso significa que o material não vaza para o organismo. Além de não causar prejuízo para a saúde da paciente, é possível planejar a troca da prótese com tranquilidade.

Geralmente, a cirurgia de substituição pode ser feita a partir da mesma cicatriz, o que permite um resultado estético mais satisfatório.

Agora que você entende quais são as principais causas que levam ao rompimento da prótese de silicone, como identificar o problema e como proceder nesses casos, é preciso salientar a importância de realizar um acompanhamento periódico para que o médico possa solicitar, se necessário, os exames de imagem adequados para uma avaliação clínica detalhada.

Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Então, entre em contato com a gente e converse com um profissional qualificado para esclarecê-las. Assim, poderá se sentir muito mais segura em relação ao procedimento. 

Posts relacionados

Deixe um comentário